Os 7 pontos mais fracos da segurança da VPN

[ware_item id=33][/ware_item]

Sua VPN é a rede de segurança entre você e o resto do mundo. Essa camada de segurança é tão forte quanto os serviços, aplicativos e operadores por trás dela. Há uma longa lista de maneiras de comprometer a segurança da VPN; de vazamentos de DNS a software malicioso, e todo usuário de VPN precisa estar ciente de como proteger sua conexão.


A privacidade completa da Internet é algo que todo usuário de VPN deve buscar. Tudo, desde dados de localização até hábitos de navegação específicos e até sua identidade, pode ser verificado em uma conexão aberta. A manutenção desse nível de privacidade e segurança requer alguma diligência por parte do usuário. Embora fosse bom se simplesmente assinar um provedor de VPN e conectar-se ao serviço deles lhe desse total segurança e anonimato, a realidade é menos otimista.

Em um mundo ideal, todo usuário de VPN e seu provedor seriam o modelo perfeito das melhores práticas de segurança, capazes de navegar no mundo complexo da segurança de rede sem se preocupar. Quando se trata de segurança VPN, a maior parte da responsabilidade por uma conexão segura depende do usuário, seja através de uma pesquisa minuciosa antes de selecionar um provedor ou mantendo suas próprias práticas de segurança fortes no uso diário da Internet.

A maioria das armadilhas de segurança de uma conexão VPN pode ser resolvida com um pouco de tempo e atenção aos detalhes. Lembre-se sempre de que a segurança em qualquer rede começa e termina com os próprios usuários. Você pode fazer mais para se proteger dos ataques de VPN do que imagina!

1. Vulnerabilidades no site

A primeira entrada nesta lista parecerá imediatamente o mesmo conselho que você ouviu desde os primeiros dias da Internet: tenha cuidado ao navegar na Internet. Isso pode parecer senso comum, mas quando as pessoas têm uma camada extra de segurança, como a fornecida por uma VPN, é mais provável que sejam descuidadas em suas atividades. Isso pode criar problemas em sites obscuros com intenção maliciosa.

Só porque você está conectado a uma VPN, não significa que você tenha uma barreira rígida de proteção na Internet. Saber quais sites são seguros e quais não são ainda é importante. Se você não tem certeza se um site é seguro, não o visite. Há uma série de verificações de segurança de sites altamente conceituadas que verificarão se um site é seguro e respeitável. Seu computador ainda pode ser infectado por malware ou vírus quando você está conectado a uma VPN!

Para se manter protegido, siga as boas práticas de navegação na Internet. Muito raramente, um site respeitável terá uma vulnerabilidade exposta que resulta em uma página comprometida. A única maneira de combater isso é manter o navegador e o sistema operacional atualizados com os patches de segurança mais recentes. Também é recomendável executar o software de segurança da Internet ou antivírus, assim como ativar o firewall do software do computador.

2. Prestadores de serviços

Os provedores de serviços para conexões VPN vêm em uma ampla variedade de formas e tamanhos. Enquanto alguns se esforçam ao máximo para garantir sua privacidade e o anonimato on-line em todos os momentos, outros podem ser mais flexíveis ao garantir a segurança de seus clientes. Fazer uma pesquisa no seu provedor de VPN é uma etapa importante para manter a segurança na Internet.

Mesmo os provedores com grande reputação e histórico de serviços podem variar bastante no que oferecem aos clientes, e cada um terá suas próprias vantagens e desvantagens. Você deseja verificar como cada provedor lida com seus dados, quais são os termos de serviço para retenção de dados e o que eles têm demonstrado fazer quando solicitações de dados são fornecidas.

A maior parte do que o seu provedor de serviços faz quando você está na conexão deles está fora de seu controle; portanto, a única coisa que você pode fazer para garantir que esse não seja um ponto fraco da segurança da sua VPN é escolher o caminho certo. suas necessidades e tem uma forte reputação de seus clientes.

3. Servidores

Muito parecido com o número dois nesta lista, os servidores para sua conexão VPN desempenham um papel importante na segurança da sua conexão, mas estão fora do seu controle direto. Esse ainda pode ser um ponto fraco potencialmente prejudicial em qualquer conexão VPN; quando houver problemas nas extremidades da conexão, sua VPN poderá cair, retornando à sua Internet normal. Se houver problemas de segurança no servidor, isso também poderá comprometer o seu anonimato..

A melhor maneira de combater isso é, mais uma vez, fazer uma pesquisa completa antes de selecionar seu provedor de VPN. Procure análises consistentes e fontes de terceiros que possam verificar o tempo de atividade do servidor. Você também pode ativar a função "kill-switch" no seu software VPN. Se você perder a conexão com o servidor VPN, o aplicativo interromperá sua conexão com a Internet e manterá sua privacidade protegida..

O que é um VPN Kill Switch e como ele funciona

4. Métodos de autenticação

O mundo maravilhosamente complexo da segurança de criptografia é tão útil quanto difícil de navegar. Com mais de sete protocolos diferentes de criptografia e autenticação atualmente em uso e muitos outros que foram descontinuados ou têm mais usos de nicho, entender o que torna um protocolo de conexão seguro pode ser um pesadelo..

No momento, o popular protocolo PPTP de 128 bits já é conhecido por ser facilmente explorável. É um dos métodos mais rápidos de autenticação, mas a quebra pode ser brutalmente forçada em uma janela pequena o suficiente para torná-lo indesejável para a maioria dos usuários.

Outros métodos oferecem conexões muito mais seguras. O OpenVPN não possui vulnerabilidades de segurança conhecidas no momento e é amplamente considerado como a opção mais segura para o usuário desconfiado de segurança.

O L2TP é uma alternativa mais fácil de usar ao OpenVPN e pode ser configurado rapidamente para funcionar com a maioria dos provedores de VPN. Oferece um alto nível de segurança, mas também é mais lento que o OpenVPN.

De um modo geral, é recomendável evitar o protocolo PPTP. O OpenVPN é provavelmente a opção mais segura que remove todos os pontos fracos de sua autenticação e criptografia, mas a instalação pode estar mais envolvida que o L2TP.

5. Segurança do Usuário

O ponto mais fraco de qualquer rede é quase sempre o usuário final. Isso é verdade em um sentido amplo, com especialistas em segurança dizendo isso há anos. Porém, não precisa ser verdade para você. Tomar algumas etapas simples de segurança pode ajudar a manter suas informações e identidade seguras.

Mantenha suas senhas seguras, não compartilhe as informações da sua conta e use o bom senso ao operar na Internet. Esta lista de 10 dicas de segurança de Berkeley adiciona algumas práticas mais importantes a serem lembradas.

6. Segurança da máquina host

Uma conexão VPN é essencialmente inútil se a máquina host já estiver comprometida por software malicioso. Se a máquina host já tiver um vírus capaz de registrar e comunicar informações, ela contornará a VPN completamente. Garantir que seu dispositivo esteja livre de software indesejado que possa causar danos é essencial para manter a segurança.

Use um software antivírus forte e mantenha-o atualizado.

7. Problemas de DNS

Vazamentos de DNS são uma causa comum de comprometimento do anonimato ao operar em uma VPN. Isso acontece quando um servidor DNS local é executado ping em vez de um próximo à localização da sua VPN, potencialmente revelando onde o usuário está. Embora não seja tão comum hoje em dia, isso ainda pode acontecer com alguns softwares ou computadores VPN.

Você pode testar a rejeição do DNS em vários sites online. Se você estiver com um vazamento de DNS enquanto estiver conectado à sua VPN, poderá ser necessário definir suas configurações para garantir que sua privacidade permaneça segura.

Ferramentas de teste de vazamento de DNS EXPOSTA - Ferramentas que enganam os usuários

Sua segurança VPN depende de você

Sua privacidade e segurança são quase inteiramente sua. Mesmo quando você está atrás de uma VPN, é necessário tomar medidas para garantir que seu anonimato esteja protegido. Não presuma que estar atrás de uma VPN é 100% genérico para problemas de segurança. Reserve um tempo para garantir que você esteja fazendo a coisa certa e praticando uma boa segurança sempre que se conectar à Internet.