6 verificações rápidas para detectar um serviço VPN falso

[ware_item id=33][/ware_item]

As redes privadas virtuais (VPNs) são ótimas - se você estiver usando um serviço legítimo. As VPNs adicionam uma camada extra de segurança à sua navegação na Internet, criptografando seus dados e mascarando seu endereço IP, para que você possa navegar na Web anonimamente. Além disso, toda essa segurança extra tem uma taxa mensal baixa (ou uma taxa única, se você precisar apenas ao viajar).


Artigo relacionado: Scammers prendem os usuários por meio de serviços VPN falsos após cobrança de privacidade

6 verificações rápidas para detectar um serviço VPN falso

No entanto, novos golpes estão sempre surgindo e tentando tirar vantagem de indivíduos que procuram privacidade e segurança. Não se apaixone por esses provedores de VPN falsos. Comece verificando o serviço com as seguintes dicas.

1. Leia a página Sobre

Comece examinando a página sobre do provedor de serviços. Há quanto tempo eles estão no negócio? Que tipo de idioma eles usam para descrever seu serviço? Se a oferta deles parece boa demais para ser verdade, provavelmente é. Evite VPNs que usam reivindicações sem fundamento, como "mais rápido", "mais seguro" e "mais privado".

2. Teste o suporte ao cliente

Um serviço VPN legítimo oferecerá muitas oportunidades para entrar em contato com o suporte, pois eles se preocupam com seus clientes. Consulte o site deles para ver que tipo de suporte é oferecido, como número de telefone, email de contato, bate-papo ao vivo, página de perguntas frequentes e fórum da comunidade. Alguns podem até apresentar uma página de suporte do Twitter.

Não tenha medo de testar suas opções de suporte para ver com que rapidez eles respondem, se é que respondem. Desconfie de apoio que parece não vir de uma pessoa real. Se tudo o que você recebe é uma resposta do formulário, você deve prosseguir com cautela.

3. Verifique sua presença nas mídias sociais

A falta de presença na mídia social deve levantar uma grande bandeira vermelha. Pesquise no site do provedor para ver se ele possui links para uma página do Twitter ou do Facebook. Role pelo perfil para ver quando a página foi lançada. Nunca é um bom sinal se a página deles for lançada apenas na última semana.

Verifique com que frequência eles postam e se respondem ou não a comentários ou tweets. Se você não vê clientes reais interagindo ou eles estão interagindo, mas não obtém resposta, convém seguir em frente e pesquisar um serviço VPN diferente.

4. Pesquisar opiniões on-line

As análises on-line mostram muito sobre a legitimidade de um provedor de serviços VPN. Comece com uma simples pesquisa no Google e explore vários sites de revisão para ver o que as pessoas estão dizendo sobre o serviço. Sempre olhe além do site da empresa, pois é fácil fabricar essas críticas.

Você não apenas procurará informações sobre as experiências de outras pessoas, mas também prestará atenção em quanto tempo as revisões vão. Se os únicos comentários encontrados foram publicados no mês passado, é uma boa indicação de que o serviço é novo em folha - e talvez não seja confiável.

Desconfie de serviços que parecem ter boas críticas escritas sobre eles. É possível que sejam avaliações falsas criadas para fazer a empresa parecer legítima.

5. Verifique suas políticas de log

Se você se deparar com uma VPN que mantém um registro dos seus dados, continue correndo! Isso basicamente derrota o objetivo de uma VPN, porque se eles estão rastreando e armazenando informações sobre os sites que você visitou e os arquivos que você baixou, sua navegação não é mais privada ou anônima..

Dito isto, a maioria das VPNs como o HideMyAss! mantenha um registro de alguns dados, como a duração da conexão ou da largura de banda usada. Esse tipo de registro permite que eles melhorem seus serviços.

No entanto, seu provedor de VPN não deve registrar informações além disso, como os sites que você visita ou os endereços IP que você está usando. Se você não encontrar informações no site deles que mencionem a política de log da empresa, confira esta lista de mais de 100 VPNs que não mantêm logs.

6. Revise sua estrutura de preços

Se você quiser aproveitar os benefícios de segurança que as redes privadas virtuais oferecem, espere pagar uma taxa por isso. Geralmente, é uma pequena taxa de assinatura mensal, mas você nunca deve contar com serviços gratuitos de VPN para manter seus dados seguros. Muito provavelmente, esses serviços gratuitos estão roubando seus dados e vendendo-os a terceiros ou redirecionando você para os sites parceiros para lucrar com a comissão de vendas.

Como as VPNs gratuitas, as assinaturas de VPN vitalícias não devem ser confiáveis. Por um lado, essas "inscrições vitalícias" geralmente não duram muito, talvez um ano ou dois. Segundo, é um modelo de negócios instável. Para fornecer suporte e segurança adequados e contínuos, as VPNs precisam gerar receita constantemente. Isso ocorre por meio de assinaturas mensais. As assinaturas vitalícias, por outro lado, dependeriam apenas da atração de novos clientes. Então, o que acontece quando o fluxo de clientes diminui? O serviço de VPN barato passa a vender seus dados a terceiros e anunciantes da mesma maneira que serviços gratuitos incompletos.

Lembre-se de que esses tipos de serviços podem realmente fornecer alguns dos recursos que você procura, em vez de simplesmente gastar seu dinheiro e funcionar. No entanto, com o risco de dados comprometidos, é melhor evitar um serviço gratuito ou de "assinatura vitalícia".

Fique atento a uma política de reembolso. A maioria das VPNs legítimas oferecerá uma garantia de devolução do dinheiro entre sete a 30 dias, para que você possa testar o serviço sem riscos.

A escolha da VPN certa é importante se você deseja manter suas informações privadas online. As dicas acima mencionadas ajudarão você a evitar VPNs falsas que desejam tirar vantagem de você.